Dia do bibliotecário

“[. . .] para o público em geral, a bibliotecária é umavelhota rabugenta, assexuada, mípoe e reprimida“, para usar as palavras de Penny Cowell, “cercada por um rol de avisos que proíbem praticamente qualquer atividade humana” [. . . ]”

GROGAN, Denis. A prática do serviço de referência. Brasília: Briquet de Lemos, 1995. p.12.

E, antes que perguntem ou insinuem, não tenho nada contra bibliotecários – aliás, não vejo a hora de me tornar uma.

Mas me divirto com a visão das pessoas sobre os profissionais dessa área.

“Divirto” meaning: tem hora pra brincar e hora pra falar a sério e, agora, é hora de brincar. 😉